• Orc'estra Gamificação

Qual tipo de motivação te impulsiona?

Você já deve ter se perguntado o que é a motivação, de onde ela vem e como ela funciona. Realmente é algo bem curioso, que pouco se sabe sobre e que, segundo a psicologia, é um elemento chave em nosso bem-estar. Por isso, nesse texto iremos discutir sobre o que é a motivação e alguns de seus tipos.


Seja motivação intrínseca, extrínseca, motivação pessoal ou centrada na tarefa, a motivação está constantemente presente em nossas vidas, nos ajudando a alcançar objetivos a curto e longo prazo.

O que é motivação?


Originada do Latim, a palavra motivação é encontrada como derivação de diversas palavras, motus (movido), motio (movimento) e o verbo movere (pôr se em movimento). Basicamente, é a força capaz de nos mover de um ponto para outro, o impulso do indivíduo para realizar ações.


No entanto, essa definição variou conforme estudiosos escreviam sobre ela e é importante destacar como ela é vista atualmente.


A motivação é a força que nos auxilia na busca por nossas metas e objetivos, sendo esses objetivos relacionados com a satisfação de nossas necessidades como seres humanos.


Três grandes autores podem ser destacados quanto aos seus estudos sobre a motivação e suas contribuições para entendermos que ela é:


Abraham Maslow e a hierarquia das necessidades

Para Abraham Maslow, as necessidades humanas estão distribuídas hierarquicamente em forma de pirâmide e a motivação é nosso impulso para satisfazê-las.


A pirâmide de Maslow, como é chamada, possui em sua base as necessidades fisiológicas, como se alimentar, seguida das necessidades por segurança, socialização, estima e, por fim, autorrealização, sendo o topo da pirâmide responsável pelos nossos objetivos emocionais.



Teoria da Motivação pelo Êxito e / ou Medo

Segundo David McClelland, existem três necessidades (ou motivos) responsáveis pelo comportamento humano:

  • Realização, que se satisfaz a partir da competição como uma forma de auto-avaliação;

  • Afiliação, que se satisfaz por meio de relacionamentos cordiais e afetuosos;

  • Poder, que se satisfaz a partir da influência exercida sobre os outros.

De acordo com essa teoria, cada pessoa tem um nível de necessidade diferente da outra, mas nunca um nível de necessidade nulo. Isto é, sempre haverá traços dessas necessidades, por menor que seja, principalmente a "Realização", que é a primeira necessidade aprendida durante a infância.


A Teoria dos dois fatores de Herzberg

A teoria da motivação-higiene de Herzberg, como é chamada, afirma que existem dois fatores que afetam um indivíduo:

  • Fatores motivacionais / Intrínsecos (que levam a satisfação): São fatores que estão sob o controle dos indivíduos, pois estão relacionados com aquilo que ele faz e desempenha. Envolvem sentimentos de crescimento individual, reconhecimento profissional e auto-realização;

  • Fatores higiênicos / Extrínsecos (que levam a insatisfação): São fatores administrados e decididos pela empresa, estão fora do controle das pessoas. Os principais fatores são: salário, tipos de supervisão, condições físicas e ambientais de trabalho, regulamento interno, etc.

O objetivo dessa teoria era entender os fatores que causariam insatisfação e aqueles que seriam os responsáveis pela satisfação no ambiente de trabalho.


Além dessas três teorias que explicam o que é a motivação, também existem outras como a Teoria da Autodeterminação e a Motivação 3.0, que focam mais no que pode ser feito para se alcançar a Motivação Intrínseca, que é um dos 8 tipos de motiva

ção encontradas na psicologia, e que veremos a seguir.


Os 8 tipos de motivação


Motivação Intrínseca e Extrínseca


1. Motivação Intrínseca

A Motivação Intrínseca, como seu nome indica, provém de nós mesmos e está relacionada com nossos desejos e impulsos internos. Você é impulsionado a fazer algo por uma necessidade própria e não porque alguém mandou você fazer, nem porque você vai ganhar algo em troca.


Diversas teorias da psicologia apontam que as pessoas tendem a se manter mais motivados quando essa motivação é intrínseca. Um exemplo dela é quando você ajuda uma pessoa necessitada pelo fato de estar ajudando alguém, sem se preocupar na recompensa que vai receber pela ação.


2. Motivação Extrínseca

Já a Motivação Extrínseca vem de um fator externo, ou seja, é induzida pelo ambiente. Sejam prêmios ou dinheiro, essa motivação é marcada pelos estímulos externos que direcionam as ações das pessoas.


Um exemplo comum desse tipo de motivação são os pontos que você ganha no Waze por utilizar o aplicativo e colaborar com ele.


Motivação Positiva e Negativa

Outra forma de classificação das motivações é segundo a recompensa que se busca nas ações realizadas, isso é, se o objetivo é ganhar algo ou evitar alguma perda.


3. Motivação Positiva

Como o nome indica, a motivação positiva ocorre quando agimos em troca de algum ganho, como quando uma pessoa se exercita, ela faz isso para se fortalecer, logo é uma motivação positiva.


4. Motivação Negativa

Já a motivação negativa ocorre quando agimos para evitar perder algo. Um exemplo são as pessoas que jogam de modo constante para não sofrerem nenhuma punição de ociosidade, sendo essa uma motivação extrínseca negativa.


Eu não sei se você percebeu, mas esses tipos de motivação lembram bastante as técnicas black hat e white hat que comentamos no texto Octalysis, o framework de Gamificação que você precisa conhecer!


Motivação Pessoal e Social

A motivação também pode ser analisada a partir das consequências dos atos: se são benéficas para o indivíduo ou para o coletivo.


5. Motivação Pessoal ou Primária

Esse tipo de motivação é puramente intrínseco e a recompensa tem como objetivo satisfazer uma necessidade do próprio indivíduo, como fome, sede, etc.


6. Motivação Social ou Secundária

Por outro lado, a motivação secundária, apesar de intrínseca, visa conseguir o bem-estar através de outras pessoas. Suas recompensas são difíceis de medir, por isso ela é considerada mais complexa, mas alguns exemplos são:

  • A sensação de segurança

  • O respeito

  • Sensação de relevância

  • Reconhecimento social


Motivação no Esporte e na Aprendizagem

Por fim, a motivação em curto prazo também pode ser classificada em relação ao seu foco, se está dirigida a uma atividade específica ou a melhorar um aspecto de nossa vida.


7. Motivação no Esporte ou Centrada no Ego

A motivação centrada no ego é o impulso que faz uma pessoa manter um ritmo alto numa atividade com tempo definido, como um esportista competindo. Essa motivação também pode aparecer nos estudos, quando a pessoa mantém um nível alto de foco por um período de tempo.


8. Motivação na Aprendizagem ou Centrada na Tarefa

Já a motivação na aprendizagem é definida como os desejos que se tem de melhorar e progredir em um campo específico da nossa vida, seja profissional ou não. A motivação centrada na tarefa busca o progresso a longo prazo.


De fato, a motivação não é algo simples, mas espero que esse texto tenha esclarecido um pouco sobre esse elemento tão importante da gamificação e que é essencial para nossas vidas.


Para saber mais sobre gamificação e seus benefícios fique a vontade para ler nosso post "O que é gamificação e como ela pode mudar a sua vida", para navegar pelo blog, nos seguir nas redes sociais (Linkedin, Instagram e Facebook), ouvir nosso podcast ou entrar em contato conosco!

64 visualizações

© 2020 por Orc'estra Gamificação. Todos os direitos reservados.

  • iconeFace
  • iconeInsta
  • iconeLinkedin
  • iconEmail
iconeUnB.png